ANDROMEDA prepara fase de demonstração

O projeto ANDROMEDA iniciará este verão a fase de testes de demonstração, em ambiente real, do seu sistema de comando e controlo de elevado nível de maturidade tecnológica. 

O objetivo do sistema de vigilância marítima é assegurar e melhorar a interoperabilidade operacional entre a Marinha/Autoridade Marítima Nacional, a Força Aérea Portuguesa e outros agentes nacionais e internacionais, permitindo às autoridades partilhar uma consciência situacional aumentada, em vigilância e missões.

Os testes de demonstração serão configurados para operações conjuntas de vigilância marítima, envolvendo meios navais e meios aéreos tripulados e não-tripulados, utilizando plataformas até 150Kg.

Com base nos resultados obtidos no projeto europeu PERSEUS (2011-2015), o consórcio do projeto ANDROMEDA – Ministério da Defesa Nacional, Força Aérea Portuguesa, Marinha Portuguesa, INOV – INESC Inovação e Xsealence – Sea Technologies – pretende apresentar:

  • Uma evolução do sistema de informação implementado no PERSEUS
  • A integração da plataforma PERSEUS
  • O desenvolvimento de uma Rede Privada Segura para o sistema
  • A partilha de vídeo, em tempo real, por plataformas aéreas
  • Um aumento do alcance das comunicações
  • O envolvimento da Indústria Nacional
  • O efeito de sinergias com entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN)

Neste enquadramento, o ANDROMEDA utiliza os dados recolhidos por diversos sensores e fontes de informação para executar a integração, processamento, filtragem e análise que permita produzir informação fidedigna para apoio aos Centros de Decisão em matéria de defesa nacional.

O ANDROMEDA é um projeto cofinanciado pelo Ministério da Defesa Nacional no âmbito da linha de Investigação e Tecnologia de Transmissão de vídeo em Unmanned Air Vehicles (UAVs) e navios.

Share This